Profissão de poeta. O que ele faz, curso e outros

Perguntas e respostas sobre a profissão de poeta. O que ele faz e qual curso é necessário fazer para seguir a carreira na poesia? Qualquer pessoa pode tornar-se um poeta?

» Página Inicial


Afinal, o que faz um poeta?

Poemas seria a explicação mais óbvia. Mas a resposta vai muito além de uma simples palavra. E assim já começamos poetizando. Trata-se de uma prática diária, que visa tirar proveito de sua inspiração e verbalizar suas emoções em versos. Sentiu aquele frio na espinha só de imaginar? Para aqueles que valorizam a praticidade da vida pode parecer bobagem, mas para os românticos de plantão aceitar o desafio está a um passo.

Mas agora, voltando à vida real, é possível ganhar dinheiro com poemas?

Sim, porém exige dedicação e investimento no início. Você pode vender suas obras para alguma revista ou livro especializado, participar de concursos que oferecem uma gratificação financeira aos vencedores ou ainda escrever seu próprio livro.

E qual curso é necessário fazer para seguir a carreira na poesia?

Não há um curso superior exigido para que se possa escrever poesias, porém uma formação na área de humanas, como, por exemplo, letras, pode garantir maior desempenho. Isso porque um poeta deve ter um amplo vocabulário para encontrar as palavras certas na hora de expressar suas ideias e sentimentos. É imprescindível também ter sempre à mão um dicionário de sinônimos para facilitar o trabalho.

Qualquer pessoa pode tornar-se um poeta? Ou escrever é privilégio para poucos?

Escrever poesias é algo que surge naturalmente na vida de uma pessoa, só escolhe ser poeta quem realmente quer compartilhar suas emoções com o mundo através de rimas em verso. Mas é preciso algo mais do que o simples "querer escrever", sensibilidade para detectar a palavra certa e perspicácia para sentir o momento de usá-la.

Poesia é tudo igual? Que diferencial preciso para me destacar neste mercado?

Nem todo poema é igual, cada escritor segue seu estilo. E isso não significa que um seja melhor do que o outro, pois existem leitores para todos os tipos de poemas. Podemos tomar como exemplos das variações do gênero Carlos Drummond de Andrade, que partiu da poesia cotidiana para o erotismo em seus últimos livros e Vinícius de Moraes, que iniciou com toques de religião, partindo depois para linguagem mais abstrata. Representam dois diferentes estilos, porém igualmente importantes quando se fala em literatura.

De quem é a frase “O poeta é um fingidor. Finge tão completamente que chega a fingir que é dor, a dor que deveras sente”?

Esta frase é do poeta Fernando Pessoa. E impossível falar em poesia sem citar este poeta português, que era dramaturgo, filósofo, comentarista político, astrólogo entre outras funções, imortalizou seus poemas quando passou a escrever por heterônimos.

Existe diferença entre Poema e Poesia?

Sim, normalmente as pessoas se referem a poesia e poema como se fossem a mesma coisa, porém existe diferença.

Poema é uma obra textual que pertence ao gênero da poesia, onde o escritor expressa sentimentos e emoções através de estrofes e versos estruturados respeitando regras e recursos de linguagens, fazendo com que o poema se torne parte da literatura. Dentro da técnica do poema existem diversos estilos. Já a poesia não obedece as formalidades como as regras literárias e gramaticais, ela é quase uma obra artística, aonde além de não seguir regras rígidas, também é permitido transgredir regras de expressão fazendo se valer de licença poética.

O que é Licença poética?

Licença poética é uma liberdade concedida ao autor, para que ele possa expressar toda a sua criatividade e emoção sem precisar seguir com rigorosidade as regras gramaticais ou literárias.


 

Veja também



© 2018   |   Guia Trabalho: Profissão, formação e mercado de trabalho   |   Política de Privacidade