Psicanalista e Psicanálise. História, grandes nomes e outros

Perguntas e respostas sobre o psicanalista. Quais as tarefas atribuídas ao psicanalista? Qual a história da Psicanálise? Quais os grandes mestres da Psicanálise? Entre outras perguntas.

» Página Inicial


O psicanalista, muitas vezes, é confundido com o psicólogo ou o psicoterapeuta. Diferentemente desses, o psicanalista pode ser graduado em diversas áreas de ensino superior, mas precisa, obrigatoriamente, ter formação em um método desenvolvido por Sigmund Freud, que criou a chamada psicanálise.

Em que consiste a psicanálise?

Trata-se de uma interpretação que dá ênfase à compreensão do inconsciente por meio de palavras e produções imaginárias realizadas pelas pessoas e suas ações. Essa interpretação é feita com base na transferência e nas associações de ideias.

Quais as tarefas atribuídas ao psicanalista?

psicanalista e psicanalise

Cabe ao profissional da psicanálise a observação, a investigação e a análise dos processos do psicológico humano. Desse modo, é por meio das “mensagens” que o indivíduo passa, seja pelo uso das próprias palavras, ações ou até mesmo associações, que o psicanalista irá atuar. É tarefa ainda deste profissional ajudar no autoconhecimento, facilitar a compreensão das angústias e conflitos internos do ser humano e também encaminhar o paciente para o tratamento das doenças psicológicas.

Qual a história da Psicanálise?

Esse método de interpretação surgiu nos anos de 1890, com o médico Sigmund Freud. O objetivo do médico era encontrar um tratamento eficaz para os pacientes que sofriam com os transtornos histéricos e/ou problemas neuróticos. Por isso, Freud chegou à conclusão que, se ouvisse os pacientes, conseguiria interpretar a origem das insatisfações. A não aceitação cultural, por exemplo, daria vazão à repressão dos desejos e fantasias inconscientes originários, geralmente, da natureza sexual. Mas, desde então, a Psicanálise tem se desenvolvido por várias vertentes.

Além do próprio Freud, outros autores se dedicaram ao estudo desse método de tratamento aos pacientes. São eles: Alfred Adler, Jacques Lacan, Carl Jung, Erich Fromm, Melanie Klein, Donald Winnicott, J.-B.Pontalis, Jean Laplanche, entre outros.

Como é o mercado para o profissional psicanalista?

O mercado é, relativamente, estável. Os tratamentos psicanalíticos geralmente custam caro e demandam um intervalo de tempo maior. Por isso, é comum que em momentos de desaceleração econômica, os profissionais percam pacientes.

Diferente do que acontece com outras profissões ligados a medicina que são essenciais à vida e não importando as circunstâncias econômicas, sempre haverá demanda.

Quais são as opções para exercer a profissão?

O psicanalista tanto pode atuar em consultórios particulares, quanto lecionar cursos em institutos de estudo da Psicanálise ou até mesmo ministrar aulas em universidades. Há ainda a possibilidade de trabalhar em escolas e hospitais.

Quais são as exigências legais da Psicanálise?

Embora não seja regulamentada, ela é reconhecida como profissão livre pelo Ministério do Trabalho.

Há contudo cursos especializados para a formação na área. Uma recomendação de um desses cursos são os do Instituto Sedes Sapientiae que pode ser acessado através deste link: https://sedes.org.br

 

Há cursos de especialização e aperfeiçoamento, tanto na modalidade presencial como também pelo modelo EAD - Educação a Distância.


 

Veja também



© 2018   |   Guia Trabalho: Profissão, formação e mercado de trabalho   |   Política de Privacidade