O que é Coren - Conselho Regional de Enfermagem

Perguntas e respostas sobre o Coren - Conselho Regional de Enfermagem. O que ele faz, quais as suas atribuições, quem é o responsável pelo Conselho e qual sua Fiscalização.

» Página Inicial


A sigla Coren significa Conselho Regional de Enfermagem. Ele existe desde 1973, assim como Cofen, e foi criado por meio de uma lei, a de número 5.905, assinada pelo Ministro do Trabalho e Previdência Social, Júlio Barata, e também pelo presidente Emílio G. Médici em 12 de julho de 1973.

Os Conselhos Regionais de Enfermagem são, na verdade, instituições autônomas que nasceram de acordo com o interesse público, para poder fiscalizar o exercício da profissão de Enfermagem em todo o país. Por isso, seu objetivo é conseguir alcançar um zelo em toda a prestação de serviços da área, com qualidade, respeito e ética. Para isso, os profissionais de Enfermagem têm que seguir e respeitar um Código de Ética e também a Lei do Exercício Profissional de sua profissão.

Conselho Regional de Enfermagem

Quais são as atribuições do Coren?

Muitas vezes, nos questionamos sobre quais são as verdadeiras competências desses órgãos regulamentadores. Mas a Lei de nº 5.905/73 diz que:

Os Conselhos têm como obrigação deliberar a inscrição e cancelamento de profissionais no Conselho. Fiscalizar o exercício da profissão, observar as diretrizes gerais do Conselho, assim como disciplinar o exercício da área. Além disso, os Corens também mantêm os registros profissionais, decidem assuntos, impõe penalidades, publicam relatórios anuais, expedem carteira profissional para o exercício da enfermagem, fixam valor da anuidade, propõe melhoras a categoria profissional, e prestam contas ao Conselho Federal.

Quem é o responsável pelo Conselho e qual sua Fiscalização?

Todos os Conselhos Regionais de Enfermagem devem e são dirigidos por meio de eleições diretas a cada três anos, com próprios membros inscritos e que se candidatam, sendo possível a reeleição dos membros.

Já a sua fiscalização é feita por meio de um Departamento de Fiscalização, com voluntários e contratados em cada cidade ou instituições privadas e públicas. Além disso, todos os profissionais devem atuar também como fiscais, ao denunciar as irregularidades que encontram e também ao propor melhoras para sua categoria.

Quais são os Corens existentes no Brasil?

Ao todo são 27 Corens espalhados por todo o país. Os estados que contam com os Conselhos são Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Quais são os documentos necessários para registrar no COREN?

Lembrando que você deverá apresentar a cópia e o original de toda a documentação,

Segue a Listagem dos documentos necessários.

1 - DIPLOMA

Primeiro você precisa ter um Diploma universitário de um Curso de Enfermagem ou um Certificado de um Curso de Técnico de Enfermagem ou ainda um Certificado de um Curso Técnico em Auxiliar de Enfermagem.

2 -HISTÓRICO ESCOLAR

Histórico do Curso incluindo as horas do estágio

3 - RG com foto recente,ou outro documento “com foto” , de valor legal ,dentro da validade,deve também constar a data da emissão e o órgão emissor

Além do RG, são aceitos como documento de identidade civil,a CNH(Carteira Nacional de Habilitação), o Passaporte, a Cédula de Identidade de Estrangeiro(CIE),a Carteira de Identidade Militar e ainda a Carteira de Identidade de Órgãos de Fiscalização Profissional.

4 - CPF

5 - Uma Foto 3 x 4 recente,colorida,nítida, sem sombras e com o “fundo branco”.Evite usar roupa branca na hora de tirar esta foto.

6- Título de Eleitor com comprovante de votação da última eleição, se no seu município houve o segundo turno,precisa apresentar os dois comprovantes de voto.Caso você não tenha o título,pode apresentar uma declaração do TRE atestando que você está quite com as suas obrigações eleitorais.

7- Comprovante de residência em seu nome ou em nome dos seus pais, caso esteja em nome de outra pessoa, deverá apresentar documentação que comprova a residência naquele local,pode ser uma declaração do proprietário ou cópia de contrato de aluguel ou ainda em caso de cônjuge certidão de casamento.

8-Certidão de casamento se for casado (a).

9 - Averbações do Divórcio se for divorciado (a).

10- Atestado de óbito caso seja viúvo (a)

11- É obrigatório para o sexo masculino com idade até 45 anos, a comprovação da “Quitação Militar”, alistamento ou dispensa da incorporação, Carteira de Reservista ou Carteira de Identidade Militar, em dia com o serviço militar para brasileiros e naturalizados.

Observação A Exigência da documentação pode variar a partir de cada local, por isso deve confirmar antes de se dirigir por telefone pelo site oficial do COREN de cada estado. Por exemplo, devido a globalização já existem Locais que as fotos são tiradas pelo próprio órgão no local.

12 - Comprovante de pagamento da taxa de inscrição.

Qual o valor da taxa de inscrição no COREN?

O valor da taxa de inscrição no COREN varia de região par região, o valor aproximado para Enfermagem é R$ 330,00, para Técnico de Enfermagem é aproximadamente R$ 250,00 e para auxiliar de Enfermagem em torno de R$ 200,00. (valores apurados na data deste artigo. Consulte o COREN para valores atualizados).


 

Veja também



© 2018   |   Guia Trabalho: Profissão, formação e mercado de trabalho   |   Política de Privacidade